Pesquisar este blog

12 de agosto de 2017

Olhai os Lírios do Campo

Estive pensando na fúria cega com que os homens se atiram à caça do dinheiro. É essa a causa principal dos dramas, das injustiças, da incompreensão da nossa época. Eles esquecem o que têm de mais humano e sacrificam o que a vida lhes oferece de melhor: as relações de criatura para criatura. De que serve construir arranha-céus se não há mais almas humanas para morar neles. [...]

10 de agosto de 2017

O verdadeiro eu

Deve haver uma entrega real do eu. Você precisa jogá-lo fora, por assim dizer, “cegamente”. Cristo lhe oferecerá uma personalidade de verdade, mas você não deve procurá-lo só por isso. Se a sua personalidade verdadeira é o que importa, então é bem pouco provável que você procure a Cristo. O primeiro passo nessa direção é tentar esquecer o seu eu de uma vez por todas.


A Palavra de Deus

A Palavra de Deus
Cria todas as coisas
As visíveis e as invisíveis


Dentro e fora da alma
Tudo é criado pela palavra

7 de agosto de 2017

Anunciar o Evangelho

Anunciar o Evangelho
É dizer a quem nos ouve
Que Deus existe e é bom
Bom e galardoador
De quem o busca
Com sinceridade
E pureza de coração


Anunciar o Evangelho
É dizer ao mundo
Que Jesus, Filho de Deus
Andou entre os homens
E morreu no lugar deles, numa cruz
Para a salvação de todo aquele que crê

O nome de Jesus


Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. [Fp 2:10,11]

*


Há muitos nomes grandes sobre a terra
Todas os espaços da vida humana
Tem os seus heróis e os seus campeões


Mas entre todos os grandes nomes do mundo
Não há nome como o nome de Jesus


Conforme escreve o apóstolo Paulo
Aos crentes da igreja em Éfeso
Muito acima de todo governo e autoridade
Poder e domínio, e de todo nome
Que se possa mencionar
Não apenas nesta era
Mas também na que há de vir
Pelos séculos dos séculos
Permanece vivo e soberano
Acima de todo nome, o nome de Jesus


Diante do poder do nome de Jesus
Os poderes do mal se rendem
Demônios estremecem e fogem
Maldições são quebradas
Almas são salvas e curadas
E inimigos são reconciliados

6 de agosto de 2017

O alvo da fé

Desde que a pessoa permaneça
Completamente indiferente e pobre
De coisas que o dinheiro não pode comprar
Por exemplo, humildade, misericórdia
Pureza, caráter, paciência, amor, fidelidade
Fé, coragem, esperança, fome de justiças
E coisas semelhantes a essas


O diabo não se incomoda - nem um pouco
De vê-la enriquecer e prosperar
Em tudo aquilo que o dinheiro
Pode comprar, ostentar e acumular
Ele até ajuda a pessoa nessas coisas


Ao contrário do que ensina
A teologia da prosperidade
Não é a posse de riquezas
Que o diabo impede e combate
É a formação de um caráter
Justo, sincero e verdadeiro
Que tem como modelo exclusivo
A pessoa e a vida de Jesus Cristo


Cristo não viveu no luxo
Nenhum dos apóstolos
Acumulou riquezas
Todos viverem vidas simples
E humildes... Nada fizeram para Deus
Mediante a força da prata ou do ouro
A única riqueza que eles possuíam
Era a graça, a fé e o amor de Deus
E isso, podemos ler 
No livro dos Atos dos Apóstolos 
Foi mais do que suficiente para garantir 
O imenso sucesso da missão deles


Sim, que o homem viva no luxo
Não é um problema para o diabo
O que é um problema real para ele
É que o homem se aventure a viver
De modo simples, sincero e humilde
Como alguém que genuinamente
Ama, crê, teme e adora a Deus
E vive em espírito e em verdade
Crescendo em Deus e produzindo
Verdadeiros frutos de arrependimento
Evoluindo no conhecimento do Filho de Deus
Buscando a maturidade da fé, até se tornar homem feito
À medida da estatura da plenitude de Cristo


É isso que apavora e tira o sono do diabo
E é contra isso que ele luta dia e noite, sem cessar...
_VBMello

O mundo jaz no Maligno

Há muitos tipos de poder no mundo
Poder econômico, poder político
Poder do conhecimento, poder militar
Poder religioso, poder espiritual...


Através da corrupção desenfreada
De todos os poderes do mundo
O Maligno seduz e corrompe
Almas, corações e mentes
E transforma homens e mulheres
Em abutres, vermes e serpentes
Predadores frios e insaciáveis
Que espreitam, roubam
Humilham, destroem e matam
O coração, os sonhos e a esperança
Dos mais pobres, fracos e desamparados


Família, Estado ou Igreja, não importa
No pai que mata o filho, no filho que mata o pai
Na mãe que provoca a ira dos filhos
Nos filhos que provocam a vergonha dos pais
No político que rouba o Estado
No policial que abusa da força
No marido que violenta a esposa
No homem que bate em mulher
No adulto que espanca crianças
No pastor que manipula as ovelhas
Nas ovelhas que viram bodes
Nas guerras e nos rumores de guerra
Não importa, onde existe corrupção de poder
E manipulação de uma pessoa ou das massas
Pela propaganda ou pelo abuso de poder
O diabo está sempre por perto, rindo
Roubando, matando e destruindo...


No amor ao dinheiro e na paixão pelo poder
Maldade de maldades, tudo é maldade
Com efeito, a sedução e a busca de poder
Cega os olhos, ensoberbece a alma
Corrompe o coração dos homens
Apodrece o coração dos filhos
E destrói a alma dos pais
E faz do mundo todo
Um lugar perigoso e desagradável
Para sonhar, realizar e viver


Todo mundo já viu esse filme
Dentro e fora de nossa alma
Ele se repete desde o começo do mundo
Onde existe poder, existe abuso de poder
E onde existe abuso de poder
Como um incêndio incontrolável
Que tudo mata, destrói e arrasa
O diabo avança, vence e conquista


Olhe ao redor e veja
Escute os gemidos
E os lamentos
Dos oprimidos


Até as maiores distâncias
Que os olhos conseguem ver
Os ricos seguem cada vez mais ricos
E os pobres seguem cada vez mais pobres
Nas ruas e nos becos das nossas cidades
Uma guerra está em andamento
E ela não é lutada com armas espirituais
Mas com armas que matam a carne e derramam sangue
Dentro e fora de nossas casas, dentro e fora de nossa alma
Como denunciou o profeta Oséias: 


Só se veem maldição, mentira e assassinatos, roubo e mais roubo, adultério mais adultério; ultrapassam todos os limites! E o derramamento de sangue é constante. Por causa disso a terra pranteia, e todos os seus habitantes desfalecem; os animais do campo, as aves do céu e os peixes do mar estão morrendo. 


Roubo, fome, dor
Destruição e morte
O mundo dos homens
É um lugar cheio
De abuso de poder
Entre os ricos e poderosos
Não existe quem se condoa
Da sina amarga dos oprimidos
Não há quem estenda a mão
Todos têm fome de poder
Mas ninguém tem fome de justiça


Os ricos nos seus palácios
Exploram e desprezam os pobres
E os pobres nos seus casebres
Amaldiçoam a vida dos ricos
E assim, sem cessar
Sem parar para descansar
Caminha a humanidade
Juntos, ricos e pobres, se arrastam
Na direção do mesmo abismo
De separação, ódio e desigualdade


Nos cumes do poder
Onde o diabo reina
Morre a fé, esfria o amor
E adoece a esperança


Nos cumes do poder, entre os donos do poder
Não há amizades nem fidelidade entre os homens
Todos são lobos e cobras devorando cobras


Os donos do poder não negam
Coisa alguma a si mesmos
Tudo que os seus olhos desejam
Eles tomam, pegam e dizem: É meu.


Sim, o mundo jaz no Maligno
E o Maligno manipula o poder
E usa os poderosos do mundo


Em si mesmo - dizem
O poder não é uma coisa má
Todavia, a regra que permanece
E vigora desde o começo dos tempos
Aponta e avisa: Onde existe poder
O Maligno inspira abuso de poder


O Maligno inspira, motiva
E usa os poderes do mundo
Usa a política e usa as religiões
Usa o púlpito e usa os palanques


Sim, o mundo dos homens se funda
Em palanques e púlpitos
E funciona e se mantem de pé
A partir de mentiras ditas e cristalizadas
No seio de hierarquias de poderes perversos
Onde a mentira é anunciada como se fosse verdade
E a exploração se cristaliza como se fosse bondade
E toda corrupção, mentira, abuso e injustiça
Que vem desses poderes e instituições
Vem de inspirações do Maligno


Sim, os donos do poder existem
Em sociedade com o Maligno
São irmão de corrupção
E parceiros da mentira
E sócios na maldade


Todas as coisas e instituições humanas
Estão sujeitas à ação do demônio
Não existe coisa ou poder humano
Que não desperte o interesse do diabo
Onde existe possibilidade de corrupção
Roubo, mentira, exploração e morte
O diabo tem interesse em ser sócio majoritário


Quem tem o poder, tem o controle
E o diabo é obcecado pela ideia
De controlar todas as coisas e almas
O Estado é uma forma de poder
A igreja é também um tipo de poder
O diabo tem grande interesse
Nesses dois tipos de poder


O seu desejo permanente é se sentar
Para sempre no coração desses poderes
E não é sem motivo, ou por acaso
Que desde o começo do mundo
Poder político e poder espiritual
Andam enamorados um pelo outro
Os antigos profetas só faziam
Denunciar a união maligna
Entre sacerdotes e reis
Por isso, foram banidos
Presos, torturados, mortos
Serrado ao meio e desprezados


Sim, é verdade, tanto no mundo antigo
Quando nos labirintos sombrios
Do nosso mundo atual
É mais muito fácil
E muito mais lucrativo
Ser um falso profeta
Ou um falso pastor


A verdade nua e crua
É que quanto mais
Nos aproximamos
Do fim de todas as coisas
Mais surge diante de nós
A cara desses falsos profetas
Que fazem de tudo
Por dinheiro e um pedacinho de poder?
Para justificar esse hediondo casamento
Entre o santo e o profano, entre a luz e as trevas


Em nossos dias, diante dos nossos olhos
Na TV, todo dia, dia e noite
Entre a igreja e o Estado
Desnecessário dizer
Que existem exceções
Entre as trevas e a luz
Há muito mais do que
Cinquenta tons de cinza


O tempo todo, pactos e casamentos impuros
Sob o olhar de mil legiões de demônios
São realizados na escuridão da noite
E a festa é por conta de Satanás
Sim, o mundo jaz no Maligno


Com efeito, entre os donos do poder, é como diz o antigo salmo 53: - Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não, nem sequer um.
- - -
_VBMello

4 de agosto de 2017

Falando sobre oração, alimento, sono, cura, vida e comunhão

O tempo todo, por toda a terra, no campo, na montanha e na masmorra, dia e noite, sem cessar, em tempo de alegria e em tempo de tristeza, em resposta ao chamado do Espírito de Deus, porque sem esse chamado, ninguém consegue orar como convém, milhões de pessoas com o coração contrito, se curvam diante de Deus e buscam comunhão com ele.



E o Espírito de Deus passeia no meio delas e age de modo especial e pessoal, em cada uma delas, curando feridas de alma, animando espíritos cansados e consolando corações decepcionados. Por toda a terra, cada pessoa que se curva reverente diante de Deus, se levanta espiritualmente mais forte e mais leve, do que quando se curvou. Deus cura e fortalece os seus. Bom e justo é o Senhor, ele fortalece o cansado e acolhe o aflito. "Nas suas mãos estão as profundezas da terra, os cumes dos montes lhe pertencem. Dele também é o mar, pois ele o fez; as suas mãos formaram a terra seca. Adoremos o Senhor." [Sl 95:4-6]



A vida de Deus flui no coração de quem ora e adora... Todo cristão sincero e experimentado na vida de oração sabe muito bem, que mais do que o nosso alimento ou o nosso sono, a oração é a fonte primeira da energia que anima e movimenta a vida da alma. É ela que coloca em andamento e sustenta todos os nossos sonhos... Dela vem a nossa força e a nossa energia vital.



Eu sei disso por experiência própria. Eu já passei fome o suficiente e já fiquei muitas noites sem dormir, para saber muito bem, que a minha energia vital, isto é, o motivo que me faz querer continuar vivendo e sonhando, apesar dos pesares, não vem de mesas fartas, festas, comida natural, academia, ou de noites bem dormidas em camas macias. Exercício físico, boa alimentação e boas noites de sonos, todo mundo sabe, são importantes, mas - no meu caso - não são suficientes - nem de longe - para alimentar, motivar, curar e restaurar as forças da minha alma. A minha energia essencial, o que me faz continuar sonhando e acreditando em dias melhores, apesar das nuvens de tempestade no horizonte, vem principalmente dos meus momentos de oração, quando fico um longo tempo sozinho com Deus, imerso numa comunhão profunda, silenciosa e restauradora.



Nas coisas de Deus - Daniel sabia - a oração tem prioridade absoluta sobre mesas fartas e noites bem dormidas. Jesus nos ensinou isso, quando passou quarenta dias no deserto, sem comer, e mais ainda, quando se recusou a transformar pedras em pães. Nas coisas da alma, meu irmão, a prioridade não é comida ou bebida, é oração. Sim, com efeito, nem só de pão vive o homem. Na vida de fé, e isso é a mais pura verdade, a oração é mais importante do que mesas fartas e noites prolongadas de sono. Sim, “por isso vos digo, disse Jesus: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? ” [Mt 6:25]. A regra sem exceção da vida do crente, é buscar em primeiro lugar as coisas do Reino de Deus.



Eu gosto de churrasco, bife com batata frita, macarrão e muito mais, mas eu não consigo deixar de olhar com certa pena e tristeza, quem faz dessas coisas - comida farta e noites de sono abusadamente longas - parte importante de sua alegria de viver. Não respeito nem admiro esse tipo de alegria... Admiro muito mais aquela alegria simples, porém verdadeira, que vem do esplendor da vida - aquele esplendor que só vê e só ouve quem tem olhos para ver e ouvidos para ouvir, e que acontece, sem cessar, todo dia, mesmo quando a mesa não é farta, e o sono é leve e a vida é sofrida.



Falo aqui de uma paz interior que excede o entendimento humano, fruto de uma vida de fé e oração, e que permanece viva e se mantém constante, sem se desviar do seu objetivo, que é se conservar íntegra diante de Deus, mesmo em dias de aflição, choro e escassez, inundando a pessoa com uma alegria e uma confiança que não é deste mundo, e que faz a pessoa, apesar da noite escura que ela atravessa, olhar para a vida com espírito de gratidão e interpretar tudo que acontece como graça de Deus, e se sentir bem-aventurada e confiante de que todas as coisas, mesmo as piores, no tempo certo, vão colaborar, de alguma maneira que ela não sabe como, mas crê, pois para Deus nada é impossível, para o seu aperfeiçoamento e crescimento humano, fazendo com que ela se transforme numa pessoa um pouco mais madura e confiante emocional e espiritualmente.



Negligenciar a oração é negligenciar a própria maturidade. É negligenciar o crescimento e a cura da alma. É ficar dependente de comida, sono e dinheiro, como fonte principal de alegria e paz. É permanecer espiritualmente imaturo para sempre. A oração é parte essencial da vida cristã. Nada acontece na vida da pessoa que crê em Deus, senão através da vida de oração.



Por meio de uma vida de oração, dia e noite, resistimos as piores tentações e aguentamos, sem murmurar e blasfemar, as piores privações e aflições do mundo. Por meio da oração, porque tudo podemos naquele que nos fortalece, permanecemos em pé no meio das piores tempestades. Por meio da oração, quando somos fracos é que somos fortes. Sim, por meio da oração, o impossível se torna possível. A oração, se orientada pelo Evangelho, é um meio seguro para a comunhão com Deus e para a consolação da dores e solidões de nossa alma. Por meio dela, Deus toca, fortalece, anima e inspira a nossa alma. Negligenciar a oração é negligenciar o próprio Deus, que nos ouve e fala com nós através dela. 



A oração desperta a alma e a faz crescer forte e saudável, diante de Deus e diante dos homens. Sim, existem capacidades dormentes em nós, que só acordam, se desenvolvem, florescem e frutificam, através de uma vida de constante oração. Sem oração. e isso não é exagero, sequer podemos dizer que cremos... Quem crê, ora. 



A nossa maturidade emocional e o nosso desenvolvimento espiritual, dependem da oração. Um crente sem oração é um crente fraco, doente e infantil espiritualmente. A oração cura a alma. Através da oração os nossos sentimentos ocultos, os pecados que não ousamos deixar acontecer no dia a dia, mas que acontecem na nossa mente, vem à tona, trazidos pelos Espírito, e são curados, lavados e perdoados... Negligenciar a oração é viver separado da vida que Cristo conquistou para nós. É isso. Uma vida de oração serve como remédio e cura as dores emocionais e perturbações do espírito. Ela refrigera a alma e descansa o espírito cansado... Oremos.
_VBMello 

2 de agosto de 2017

O amor não maltrata...

Quem passa a vida vendo o amor
Como um atalho para o prazer
Nunca ama de verdade
Nem amadurece jamais


Mais do que um atalho
Para uma vida de prazeres
O amor, se verdadeiro
É um caminho
Junto com a fé 
E a esperança
Para o crescimento emocional
E uma via certa e segura
Para a maturidade espiritual


Quem busca e pensa o amor
Como sinônimo de prazer
Foge e cessa de querer e amar
Quando a vida começa a doer
E a vida, de um modo ou de outro
Sempre dói, sempre chora e sofre


Para amar de verdade
É preciso olhar o amor
Não como um prazer
Que une as pessoas
Apenas nos dias
De alegria e prosperidade
Mas sim, como uma graça
Que conserva as pessoas unidas
Mesmo quando o mundo
Que elas sonharam e construíram
Balança e desmorona ao redor delas


Um amor que não suporta sofrer
Que desiste diante da dor
E que acaba - ou vai embora
Quando o sofrimento chega
Não serve para nada
É irritante, frio e tratante
Não é bom para a alma
Não conforta o coração
Mata os sonhos
Sufoca a esperança
E adoece o corpo
Porque nos dias maus
Quando as noites são longas
Solitárias, ansiosas e frias
Fraco, apático e sem vida
Não aquece, não conforta
E só pensa em si mesmo


E nesse caso, sim, claro
É melhor ficar sozinho no deserto
Do que ficar mal acompanhando
Por um amor fraco, cínico e covarde


No longo e estreito caminho da vida
Só é melhor serem dois do que um
Quando um cai e o outro estende a mão


Existir ao lado de quem não sabe amar
Não é viver, é morte em vida


A pessoa não cresce, não prospera
Não sorrir, não floresce, não frutifica
Acumula tristezas e soma decepções
Aposta tudo, não ganha nada
E ainda perde o que tem...

*
O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. [1Co 13:4-7]
- - -
_VBMello

RECEBA AS NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

Delivered by FeedBurner