23 de abril de 2017

A Soberania de Deus









A centralidade da minha fé é certeza da soberania de Deus. Não duvido do poder de Deus. Não desconfio da sua onisciência. Não me abro ao teísmo aberto. Não há razão alguma para se crer num Deus impotente ou mais ou menos onisciente. Deus é completamente onipotente, onisciente e onipresente, ou não é Deus.


Creio num Deus soberano, e essa é a razão da minha fé. Creio num Deus que é Deus. Creio num Deus - inigualável em sabedoria - que tem todo poder no céu e na terra. Creio no Deus revelado na Escritura, que aniquila a vaidade dos príncipes e reduz a nada os juizes corruptos da terra. Creio no Deus que fortalece ao cansado e dá vigor ao que está sem forças. Creio no Deus que diz: Eu sou Deus, e não há nenhum outro; eu sou Deus, e não há nenhum como eu.


Não me iludo comigo mesmo. Reconheço as limitações da minha vontade, mente e coração, e busco socorro em Deus. Abraço a sua sabedoria, oculto-me no manto do seu poder e vivo animado pelo seu amor. Dependo de Deus para tudo. Sem a graça de Deus – miserável homem que sou! - eu nada posso fazer. Sim, nele eu vivo, existo, me movo, respiro e me inspiro.


Um Deus mais ou menos, coisa estranha, não seria capaz de satisfazer as necessidades e fomes da minha alma. Um Deus mais ou menos, quando muito, é risível, pois não é Deus. É só qualquer coisa inventada por homens com coceira nos ouvidos... Gente que – no dizer de Paulo a Timóteo - gosta de amontoar para si doutores conforme as suas próprias concupiscências...
_VBMello

17 de abril de 2017

Fé e cruz

Mas nenhuma perdeu a fé?...
A fé, você sabe... no princípio
É como quando se era criança
Nosso pai nos levava pela mão
Nos dava segurança...
Mas chega um momento...
Eu acho que sempre chega
O pai solta a nossa mão
E nos sentimos perdidos
Sós na escuridão
Nós chamamos
Mas ninguém responde
Não estamos preparados
Somos surpreendidos
E é um duro golpe no coração...
E isso é a cruz...
Por trás de toda alegria
Está a cruz.
*

Extraído do filme Agnus Dei

15 de abril de 2017

Bem-aventurados os que choram













A fé em Jesus nos coloca acima da nossa dor e descortina diante do nosso coração, a nossa realidade eterna. Não há consolação maior do que crer e ter a firme convicção de que os sofrimentos do presente não podem se comparados com a glória que em nós será revelada. 


A fé na soberania de Deus, nos fornece os meios - não para o escape -, mas para suportar com bom ânimo, todas as aflições deste mundo. Não nos tira do mundo, porque nos tirar do mundo, disse Jesus, nunca foi a vontade de Deus. Jesus não viveu retirado do mundo. Falsa é a fé que promete escapismos. Falso é o pregador que aponta um atalho de fuga para longe das aflições do mundo. A verdadeira fé produz bom ânimo, não fuga. Deus não nos deu espírito de covardia, mas de luta. Ela, a fé, se verdadeira, não nos introduz no mundo dos escapismos baratos da teologia da prosperidade, nem nos enreda nas ilusões corriqueiras de uma confissão positiva e triunfalista, como se vê muito, hoje em dia, para vergonha do verdadeiro evangelho, em cada esquina. 


Ela, quando verdadeira, nos mantém com os pés firmes e fincados na realidade. Não diz que treva é luz. Não diz que a mentira é verdade. Diz a verdade sempre e nunca promete o que Deus não prometeu. Não ilude, não engana, não faz barganhas. Não pede nada em troca, além da fé, pois tudo é graça. Não promete milagres onde a graça de Deus é mais do que suficiente. 


O seu compromisso é com o pão nosso de cada dia, e não com carros, joias e riquezas. Ela não promete secar as nossas lágrimas, mas dá um sentido para elas. Mostra que não choramos em vão. E diz que bem-aventurados são também os que choram, tanto quanto os que sorriem. 


Portanto, meu irmão, não se desespere, nem se deixe enredar por ilusões, pois maior do que o golpe do sofrimento, é o conforto da fé que diz que não existe sofrimento que dure para sempre... Façamos da convicção de Paulo, a nossa própria convicção, quando ele disse: Estou absolutamente convencido de que os nossos sofrimentos do presente não podem ser comparados com a glória que em nós será revelada. É isso.
_VBMello

14 de abril de 2017

Paixão arrebatadora por Jesus








Se você tem uma paixão consumidora por Jesus, não tente explicar essa paixão avassaladora para nenhum incrédulo declarado, pois ele não te compreenderá. Como poderia compreender, se não quer compreender? 


Nada de novo debaixo do céu. Para pessoas hostis a Cristo, não apenas as nossas palavras, mas a nossa vida inteira será distorcida e usada contra nós. Foi assim que agiram maliciosamente contra o próprio Cristo. Diante desse tipo infantil de calúnia, não vale a pena perder tempo se explicando e se defendendo. Melhor calar, como Cristo se calou. Os próprios acusadores, de um modo ou de outro, se complicarão com as suas mentiras, pois nada podem contra a verdade. Discutir com eles seria se rebaixar ao nível deles. Definitivamente, não temos tempo para perder com acusadores mentirosos. A obra que Deus nos confiou exige todo o nosso tempo. Não temos tempo para perder com quem não trabalha ao nosso lado, pela causa do Evangelho. Como disse Paulo, não existe nenhuma comunhão entre a luz e as trevas.
  

Os incrédulos são carnais, cegos e surdos para as coisas de Deus. Dizer isso deles os ofende, porque vivemos num tempo em que quanto mais pecadora uma pessoa se mostra, mais ela exige ser tratada como pessoa sábia e espiritual. Mas a espiritualidade deles, querendo ou não, é só um modismo sem eficácia alguma. A verdade é que eles não conhecem a linguagem do Espírito. Sobrecarregados e obscurecidos pelo pecado, não se sentem atraídos para Cristo, que dizem ser uma ilusão. Querendo passar por sábios, vivem como qualquer louco. A eternidade corre contra eles. Eles não possuem o conhecimento da letra e desconhecem totalmente a graça, adoram a criatura ao invés do Criador. Portanto, nada discernem além do próprio interesse. Vivem para o momento, pois desconhecem o caminho da eternidade. Como diz Paulo aos Coríntios: "Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente".


Quando uma pessoa, sem nenhum discernimento espiritual, movida apenas por maldade e preconceitos pessoais, te olha com superficialidade e infundada desconfiança, imaginando que escondida no fundo do seu discurso cristão e vida de fé, existe alguma premeditação egoísta esperando um momento oportuno para se manifestar, e que no fundo no fundo, você é tão desonesto como todo mundo, ou pelo menos, tanto quanto ela, não se pode fazer muita coisa para mudar a opinião da pessoa, a não ser esperar que Deus abra os olhos dela e permita que ela veja, experimente e sofra pela verdade, por si mesma, na própria carne, e conheça no seu próprio coração, a estupidez dos seus preconceitos e olhares superficiais da vida e fé dos outros.


Enquanto isso não acontece, siga o seu chamado. Ore por ela. Suporte o peso da sua vocação. Ame a Cristo, e não jogue pérolas aos porcos. Não explique nada a quem não deseja entender, mas só procura oportunidade para zombar, perseguir e caluniar. Siga o caminho da sua paixão. Não espere compaixão de quem tem uma pedra no lugar do coração. Não espere ser acolhido por quem perdeu a alma por amor de um punhado de dinheiro. Siga o seu chamado com sinceridade. Desgaste-se por amor a Cristo. Não se economize. Não se detenha. Não faça nada relaxadamente. Não tenha medo da solidão. Não tenha medo de coisa alguma. Os que são do mesmo caminho, vão te encontrar, compreender e acolher.


Provavelmente você será perseguido, humilhado e caluniado. O mundo sempre foi assim. Se você tiver uma paixão arrebatadora por futebol, bebida ou qualquer outra coisa, será suportado e até elogiado. A miséria detesta solidão. Mas não suportarão ninguém com uma paixão arrebatadora por Jesus. Jesus é um cálice de tontear para todo incrédulo. Eles compreenderão qualquer coisa, mas isso eles jamais compreenderão. Isso eles não podem compreender, está além do alcance deles. Nem que tentassem por mil anos conseguiriam entender. O amor por Jesus é algo que só se compreende espiritualmente. Quem não tem o Espírito de Deus, não tem como compreender essa loucura.  


Se te perseguirem, não desanime. Suporte a sua coroa de espinhos. Não foi diferente com Jesus. Não foi diferente com nenhum dos profetas e apóstolos. Faça das calúnias e das perseguições motivos e temas para as suas orações. Combata as perseguições com orações. Permaneça em Cristo.


Eles não podem te compreender, mas você pode compreender aqueles que não te compreendem. Quem é espiritual discerne bem tudo. Em toda perseguição contra cristãos, em qualquer tempo ou lugar, há sempre uma força maior por trás das pessoas, usando-as contra os cristãos. Uma força maligna que quer matar, roubar e destruir. Discirna essa força. Não caia na tentação de uma luta de carne contra carne e sangue contra sangue. As armas dessa luta são outras. Vença o mal com o bem. Suporte as perseguições e não desanime diante das humilhações. Não reaja segundo as regras deles. Mantenha o coração sintonizado com o Espírito de Deus. Deus te recompensará. Alegre-se, mais ainda, rejubile... Grande é o seu galardão. Assim também perseguiram e caluniaram os profetas que viveram antes de você. Permaneça no aprisco do Senhor... Não perca tempo com leões que rugem ao derredor, procurando alguém para devorar. Maior é o que está em nós do que o que está no mundo.


“Filhinhos, vocês são de Deus e os venceram, porque aquele que está em vocês é maior do que aquele que está no mundo. Eles vêm do mundo. Por isso o que falam procede do mundo, e o mundo os ouve. Nós viemos de Deus, e todo aquele que conhece a Deus nos ouve; mas quem não vem de Deus não nos ouve. Dessa forma reconhecemos o Espírito da verdade e o espírito do erro”. [1João 4:4-6]
_VBMello

12 de abril de 2017

A minha alma transborda


Não temo a direção do Senhor
A sua misericórdia não tem fim
Se me conduz ao deserto
É para o crescimento
Da minha a alma



Se permanece em silêncio
Quando clamo e imploro
É para que eu aprenda ouvir



Se permite que crises me envolvam
Não é para a minha derrota
É para o amadurecimento da minha fé



No dia da minha maior aflição
Quando leões rugiam ao derredor
Os teus olhos viram a minha face
E o meu coração acalmou
Livrou-me da boca do leão
Não temo mais, nem o que rosna, nem o que late
Em toda e qualquer ameaça, aprendi a confiar no Senhor
Mantenho a paz que o Senhor me deu
Na sua presença o meu coração se transforma
A minha alma transborda
As palavras jorram
O homem que eu era ontem
Hoje, agora, nesse momento, eu não sou mais



Todo dia, o tempo todo, sem cessar
Ando nascendo de novo
Tornando-me uma nova criatura
O meu coração sabe coisas
Que a minha razão nem desconfia
Vivo pela fé
Um amanhecer sem fim
Com vozes de eternidade
Ecoa nas profundezas da minha alma
Já não posso me conter
O teu Espírito se move em mim
Estou rico da sabedoria dos lírios do campo
E inspirado pela simplicidade das aves do céu
O chão duro do meu coração estremece
O Senhor está aqui... Está em mim... Sou dele e ele é meu
A minha alma canta e dança de alegria na sua presença...
_VBMello

Vivendo através da oração














No lugar mais profundo do meu coração
Onde as vozes do mundo não chegam
Nas profundezas de um silêncio sereno
Na vastidão de uma solidão inexprimível
Quando todas as luzes do mundo se apagam
Permanece apenas um desejo
O maior e mais sagrados dos desejos
Falar com Deus e ouvi-lo falando ao meu coração
Buscar a Deus e ter comunhão com Deus
É o instinto, se posso dizer assim
Mais poderoso de todo o meu ser
A minha alma, sem cessar, o tempo todo
Tem fome e sede da presença de Deus
Para me compreender é preciso compreender
Esse meu desejo constante pela presença de Deus
Quem me olha sem compreender isso
Quem me julga – sem ser por essa medida
Pensa que sou louco, ou coisa pior...


Através dos desertos desta vida
A oração tem sido a minha salvação
Toda vez que eu tropeço e caio
É por meio da oração constante
Que Deus me socorre e me levanta
Se ainda não afundei de vez nos mares da vida
É porque no meu grito: Senhor, salva-me!
Ele me tem socorrido e me salvado do afogamento


Por meio da oração, atravessei
Crises inimagináveis de depressão
Prostrado diante de Deus
Com lágrimas nos olhos
Mil vezes já venci a morte certa


Por meio da oração
Suporte mil decepções
E algumas traições
Calado, aguentei perdas 
E humilhações insuportáveis


Não apenas com um turbilhão de palavras bonitas
O meu coração se derrama diante de Deus
Oração é muito mais do que palavras
Às vezes – muitas vezes
Tudo que tenho são silêncios
Outras vezes, só tenho vazios
Então, feito lágrimas, derramo na presença de Deus
As angústias dos meus silêncios e vazios do coração


No lugar secreto do meu coração
Nas profundezas da minha alma
Sozinho com o Espírito de Deus
Nunca disfarço os meus sentimentos
Se o meu coração se encontra cheio de angústia
Não disfarço isso - Derramo a minha angústia
Na presença do Espírito de Deus
Se está desesperado e ansioso
Derramo todo o meu desespero
Na presença de Deus
Desnudo-me do meu desespero
E Deus me veste com espírito de vida e paz
Rendo-me completamente, sem disfarces e sem medos
Deus nunca recusou as minhas orações
E a minha gratidão é constante, sem cessar
Sem Deus, mil vezes já teria morrido
Com Deus ao meu lado... Todo dia é dia de renascimento
_VBMello 

11 de abril de 2017

Textos inacabados












Revirando arquivos antigos, encontrei textos que comecei e nunca terminei. Resolvi postá-los assim mesmo, inacabados, como quem os escreveu...

***

Prostrados diante de Deus, vou caminhando... Conheço o caminho, sei o destino, mas não é fácil caminhar... O caminho é estreito, e a vida de fé é uma luta que não tem fim... Tropeço e caio... Em silêncio, diante da glória do Pai, que me atrai com laços de amor, vou aprendendo o que falar e o que calar... Através da floresta da desconfiança, confiante que o Eterno não me faltará, ainda que todos me faltem, reúno as forças e mantenho o ânimo diante da face fria das impermanências e aflições deste mundo... Logo tudo vai terminar, o Espírito me diz. Logo tudo isso vai terminar. Não existe escuridão que dure para sempre... Firmo os olhos e vejo uma luz na escuridão... sigo em frente...

***

Quanto mais um indivíduo, se honesto, examinar as profundezas do seu coração, mais escuridão encontrará. O coração examinado se revela exatamente como Jesus disse que ele é, cheio de escuridão. Não existe nada de bom em nós. Somos como um poço de água contaminado por amarguras sem fim. Não há luz a não ser a luz de Deus... Se sincero, o caçador de si mesmo, quanto mais escuridão encontrar, repito, se sincero, mais e mais deixará de se iludir com a sua suposta bondade, e mais e mais estará disposto a ser reconhecer - publicamente - como o maior dos pecadores...

***

Tenho observado que somente as pessoas mais tolas e superficiais, se acham acima da média. Onde existe arrogância, não existe humildade. Arrogância e humilde não coexistem. É só olhar para o lado e ver. Quanto mais superficial uma pessoa é, mais ela se acha melhor do que os outros. Quanto mais pecadora, menos se reconhece como pecadora, e mais se esforça com palavras e alguns gestos planejados, para embelezar os seus pecados, dizendo para todo mundo que a lama mais fedorenta da sua vida, é ouro puro e refinado... Conheço dúzias de pessoas assim... Com efeito, conhecemos esse tipo incapaz de exame interior, pelo odor de santidade que ele tenta exalar, apesar de doentiamente, ser completamente incapaz de assumir qualquer tipo de culpa... Você sabe que está diante de uma pessoa absurdamente medíocre e superficial, pelo simples fato de ela passar a vida inteira  acusando e procurando culpados para as suas culpas...

***

Do começo ao fim, a nossa vida permanece sempre incompleta. Às vezes - se formos sortudos - de surpresa - a felicidade, essa coisa incerta e que causa muita inveja nos outros – parece bater na nossa porta... E nós a convidamos para entrar e a abraçamos carinhosamente... Dois dias depois , talvez três, ela vai embora e a gente vai ficando cada vez mais escaldado... Mas nunca desiste da tal felicidade, se mil vezes ela bater na nossa porta, mil veze dormimos com ela... Depois de um tempo, mais sábios, talvez, a gente desiste de agarrá-la para sempre, e só quer aproveitar o momento, quando ele aparece... Amadurecemos, ou ficamos céticos de vez, não sei... O fato é que depois de tantas decepções, a gente compreende que mesmo a maior de todas as felicidades deste mundo, não é suficiente para nos dar uma alegria completa...Esse é o momento crucial da vida.

***

Os nossos relacionamentos, principalmente os familiares, salvo exceção (será que existe exceção?), não são exatamente grandes fontes de consolação...  Os psicólogos sabem que muitos dos sofrimentos crônicos da nossa alma, aqueles sofrimentos infernais que experimentamos como trauma, começam sempre numa infância repleta de abandonos e escuridão... a vida de todos nós possui, em algum lugar da infância, profundos abismos de escuridão, revolta e decepção... É na direção dessa escuridão sem fim, que a luz de Cristo caminha... Se não formos iluminados de dentro para fora, nunca seremos iluminados de maneira alguma... Que o Pai do céu, infinito em misericórdia, nos cure completamente, onde os nossos pais nos adoeceram. 

***

O mundo é um lugar cheio de crises que vão e voltam. A vida, quando se deixa levar por essas gangorras de crises, corre o risco de afundar num labirinto de crises, e nunca sair do reino da escuridão para o reino da luz...

***

Família, meu irmão, é assim: Quando é benção – é benção. Quando é maldição - é maldição – não há escapatória... É tudo uma questão de sorte, pura sorte, cair numa família boa... Mas, à medida em que o tempo se aproxima do fim, a chance maior de quem está por nascer, é cair no fosso escuro de uma família disfuncional. Com certeza, garantido... A geração que antecederá o fim, será toda feita de filhos de famílias completamente disfuncionais. Gente incapaz de perdão. Gente incapaz de compaixão. Gente incapaz de gratidão. Gente cujo coração será tão egoísta, que inclinação do coração e dos pensamentos será sempre e continuamente para o mal, sem nenhum espaço para qualquer gesto de bondade... Com efeito, uma era dominada por psicopatas se aproxima a passos largos, e essa era de escuridão começará dentro de casa, com pais violentando os seus filhos de tudo que é modo... Em lares assim, todas as doenças da mente encontrarão terreno fértil para o seu desenrolamento. A depressão só fará crescer e o suicídio será coisa do dia a dia..., coisa banal...

***

Nos meus dias de jejum, eu percebo que o hábito de comer é muito mais forte do que a própria necessidade de alimento... Então, penso que nos primeiros dias não existe jejum propriamente dito. Existe apenas luta insana contra o hábito de comer sem parar... Quase sempre o que me faz quebrar o jejum, não é a fome... É o hábito de comer.

***

Nas questões que envolvem justiça própria, do começo ao fim de uma vida de fé, tudo é renúncia ao direito de fazer justiça com as próprias mãos. Cada passo de fé, se verdadeiro, é um aprendizado no caminho dessa renúncia. Renúncia da justiça do mundo e negação da justiça da carne. Diante de Deus, devemos estar tão desprovidos de justiça própria, que só nos reste mesmo a esperança e a certeza da justiça do próprio Deus...

***

Há muitas bençãos de Deus para quem vive pela fé e não desiste da esperança... Mas existe no nosso meio uma meia dúzia de fanáticos que entendem que as bênçãos de Deus representam algum tipo de superioridade espiritual sobre as outras pessoas. Elas olham para o mundo e se imaginam os cabeças do mundo, senhores da verdade e guia de cegos... Autodenominados mestres de espiritualidade. Todavia, a vida de fé não representa superioridade alguma. Uma pessoa de fé não é superior a ninguém. Um cristão com mania de superioridade, o que é lamentável, realmente não entendeu nada. A vida de fé não é uma vida de superioridade. É uma vida de consciência e gratidão. O indivíduo cheio do Espírito Santo, se olha e sabe que não é nem calda, nem cabeça... como muitos pregam, mas sim um pecador redimido pela graça de Deus. Diante dessa revelação de fé, a sua postura não é de superioridade, mas de gratidão. Sim, maltrapilhos reconciliados com Deus, por meio de Jesus Cristo, eis o que somos... Doentes e perdidos na vida, que Cristo encontrou, chamou, redimiu e salvou...

***

Outro dia alguém me disse, meio debochando da minha fé, que a fé na volta de Jesus, é uma utopia. É verdade, respondi. Cremos numa utopia que se realizará, e que por isso mesmo, isto é, por ser uma utopia que se realizará, pegará o mundo de surpresa...

***

Alguém me disse que os cristãos são como ovelhas numa floresta de lobos, sem possibilidade de defesa. É verdade... Quer dizer, seria assim mesmo, se a nossa vida estivesse só nas nossas mãos... Mas temos Cristo. E com Cristo, nós somos vencedores de lobos e luz de florestas escuras...

***

Fé mais ou menos. A igreja dos nossos dias, encontra-se cheia de gente com fé mais ou menos. Fé mais ou menos é aquela que segue uma motivação puramente carnal. Geralmente a pessoa tem uma meta carnal: Ganhar dinheiro, por exemplo. Então, muito esperta “se converte” e entra numa dessas igrejas que pregam teologia da prosperidade, e aprende a usar a “fé” para ganhar dinheiro. Essa é a fé mais ou menos. Uma fé a serviço da uma cobiça...

***

Foi para a liberdade - da nossa alma - que Cristo nos libertou. O corpo permanece sujeito aos desmandos e perseguições do mundo. Pode ser preso, ferido, esmagado, morto de fome, torturado e encarcerado... Mas a despeito de tudo isso, a alma permanece livre e íntegra. Sou livre. Completamente livre. Livre do ódio. Livre da amargura. Livre do desejo de vingança. Livre do amor ao dinheiro. Sou livre. Ainda que prendam o meu corpo, nada poderão - jamais - contra a liberdade da minha alma. Não existe poder, homem ou demônio, abismo, escuridão ou profundidade, que seja capaz de sequestrar, roubar, ameaçar, prender ou matar a alma de quem descansa aos pés da Cruz de Cristo, nosso Deus, nosso Senhor...

***

As nossas ansiedades melhoram muito, quando encontramos alguém em quem podemos confiar. Vivemos melhor ao lado de quem confiamos. Ter alguém em quem confiar faz bem para o coração. Os filhos que podem confiar nos pais, são mais felizes. A mulher que pode confiar no seu homem, é mais feliz. É uma alivio enorme encontra alguém com quem compartilhar a nossa vida. Uma relação de confiança aumenta as nossas esperanças, fortalece o nosso corpo, enriquece a nossa alma e ajuda na realização dos nossos sonhos...

***

Nada floresce onde existe desconfiança. No chão da desconfiança jaz sepultados os nossos melhores sonhos... Viver ao lado de alguém em quem não podemos confiar, é uma desgraça sem fim.  Existir ao lado de alguém que não quer o nosso bem, faz um mal enorme para a nossa alma. Rouba as nossas forças e anula as nossas esperanças. Enfraquece a nossa vida como um todo... Mata-nos de dentro para fora...

***

Aconteça o que acontecer, não se imagine capaz de andar sobre as águas. Não seja tão ingênuo. Pedro deu três passos e afundou...E daí se ele afundou? Não há problema algum em afundar.  Todo mundo afunda. Pedro não afundou por falta de fé...  Afundou porque era humano, demasiadamente humano, por sinal.  Afundou porque não foi feito para andar sobre as águas... Esse acontecimento não foi registrado com a intenção de nos incentivar andar sobre as águas, mas foi registrado justamente para mostrar a impossibilidade de se andar sobre as águas. Permaneça no barco, esse é o ensino do texto. Permaneça no barco com Jesus. Se deseja mesmo imitar a Cristo, imite a sua mansidão, a humildade e o seu amor pelo próximo...

***

Bem-aventurados os que choram... Nenhum cristão - por mais ingênuo - pode pensar em felicidade, sem consideram a ideia de ser feliz mesmo sob torrentes de lágrimas. Felicidade feita só de sorrisos, não é possível nem mesmo nos caminhos largos do mundo. Nesta vida de dores e aflições, quem quiser ser feliz, de um modo ou de outro, e a fé é o melhor modo, terá que aprender a lidar com as lágrimas, porque serão muitas... Contra as lágrimas e contra as decepções, a fé é uma batalha que nunca cessa...

***

A cura da alma não vem quando você expõe os outros. Ela acontece quando você perde o medo de se expor.  Confessar e não acusar, é o primeiro passo na direção da cura das angústias da alma. Nas coisas de Deus, quanto mais cheio de justiça própria, mais injustiçado você se sente. Quanto mais você luta com as suas próprias forças, mais você será derrotado. No caminho de Deus, só chega ao fim, quem entrega o coração e abre mão de toda forma de justiça própria...

***

No mundo de hoje, não existe nada mais solitário do que uma pessoa que realmente vive pela fé...

***

Qual é o seu dom? Ele floresce? Frutifica? Onde está o seu talento? Enterrado dentro de você, esperando um momento oportuno? Não existe momento oportuno... Todo momento é oportuno.  O dom, se verdadeiro, é a oportunidade. É a partir do uso que fazemos dele, e não das circunstâncias, que as coisas acontecem... Comece com o seu dom... Nas coisas da alma, o que não frutifica, morre. Dom que não se usa, é dom que se perde. Talento enterrado, enferruja. O que não encontra oportunidade de uso, morre. Árvore que não frutifica, vira lenha...Comece a usar o seu dom... Mas lembre-se, a vida não é um processo contínuo de crescimento e frutificação. Comece, mas não fique obcecado com os frutos, eles surgirão no tempo certo. Apenas comece...não faça nada relaxadamente... Regue todo dia, proteja a semente. Livre-se dar ervas daninhas. Essa é a sua parte, a sua responsabilidade. A parte natural do processo, o resto é milagre de Deus. Os frutos são milagres. Todo o processo é uma caminhada de fé. Não pense que os frutos são resultados naturais do seu esforço, pois não são. São milagres de Deus. Se você não regar, não haverá frutos. Mas não é só porque você rega e cuida que nasce frutos. Os frutos não são obra sua. Os frutos sempre vêm de Deus. Os frutos são provas de que existe vida circulando dentro e fora da árvore, mas essa vida não vem de você, vem de Deus. Seja grato.

***

Sim, os frutos são provas de que existe vida circulando dentro e fora da árvore. Precisamos de frutos para Cristo. Folhagem é bonito de ver, todavia, mais do que uma bela aparência, é fruto que Cristo busca na árvore. Folhas não alimentam. É preciso ter fruto. Todavia, nem árvores, nem pessoas florescem e frutificam o tempo todo. Na vida também existem invernos e desertos... Respeite os invernos da sua alma. Quando for inverno, não finja que é verão. O segredo é não desistir quando tudo for deserto... O segredo é saber esperar o tempo certo dos frutos. Mais ainda, o segredo é não desperdiçar os frutos... Quando a árvore da nossa vida começa a frutificar, é preciso não desperdiçar os frutos. Colher tudo para si, é o caminho para perder tudo. Dividir é o caminho para multiplicar...

***

Algumas pessoas são como planta carnívora. Vivem de boca aberta, esperando algo para devorar. Bem-aventurado os que vivem sem devorar a vida de ninguém...

***

A fé em Deus é um centro em torno do qual a vida acontece. Corpo, alma, coração e pensamento, toda a nossa humanidade se reúne em torno dela, agindo por meio dela, fazendo da pessoa de fé, um ser humano íntegro – uma nova criatura. Sem fé, em permanente luta interior, permanecemos o tempo todo em estado de fragmentação. Mente e coração em estado de oposição, em permanente e desgastante guerra interior. Mas a fé cria a paz entre os dois, faz do coração e da mente um só, unidos pelo evangelho de Jesus.

***

Ter fé é ter um sentido para a vida que transcenda o valor de todas as coisas do tempo e do espaço desse mundo. É viver, agir e pensar o mundo a partir de uma esperança que transcende todas as esperanças do mundo. É viver aqui embaixo, completamente inspirado pelas coisas lá de cima. Sede meus imitadores, como eu também sou imitador de Cristo, disse Paulo. Sim, crescer em fé é crescer na imitação de Cristo... Onde a santidade não floresce, a fé naufraga sem cumprir a sua missão...
_VBMello